Goverdo do Estado do Piauí

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

A onda contra o atacante Diego Costa

Foi o atacante Diego Costa recusar a convocação para a Seleção Brasileira, dando preferência à Espanha, para termos uma verdadeira onda de críticas contra o jogador sergipano. É preciso deixar claro que Diego Costa saiu de Sergipe para a Espanha ainda garoto, sem atuar em clubes brasileiros, como profissional.
Diego Costa escolheu o melhor para ele, certamente até lembrando que o jogador sem história nos grandes clubes do Rio e São Paulo é discriminado pela imprensa e pelas torcidas. A última vítima foi Hulk. O paraibano foi duramente castigado por esses dois setores do futebol e conseguiu permanecer na Seleção com muita garra.
E vale a pena lembrar que outros brasileiros já estiveram em Copas do Mundo trabalhando em adversários do Brasil. Em 1958 o atacante Mazola jogou 3 partidas pelo Escrete Canarinho e na Copa seguinte, em 1962 no Chile, atuou pela Seleção da Itália, com o nome da Altafini.
Na Copa de 1966 na Inglaterra o técnico brasileiro Oto Glória comandou a Seleção de Portugal, que eliminou o Brasil, com vitória de 3 x 1. Nas Copas mais recentes, Carlos Alberto Parreira, Zico e Luiz Felipe Scolari dirigiram selecionados da África, Japão e Portugal, respectivamente.
Agora, que Diego Costa sofreu numa contusão e foi cortado da Seleção da Espanha, não faltou quem afirmasse na TV que "a praga do Felipão funcionou". Uma vergonha. E certamente que o técnico da nossa Seleção não jogou a tal praga.
Desejamos que o sergipano Diego Costa se recupere e siga sua carreira no futebol espanhol.


Dídimo de Castro
didimodecastro@cidadeverde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário