terça-feira, 26 de novembro de 2013

Vídeo flagra assassinato de professor na baixada que tem policial civil como principal suspeito

Um inspetor da Polícia Civil do Rio de Janeiro é suspeito de matar um professor a tiros no centro de São João de Meriti, Baixada Fluminense. Uma briga por causa do carro estacionado de forma errada seria o motivo do crime, realizado no final de outubro.
Segundo familiares da vítima, Celso Marques Ferreira, de 47 anos, o suspeito Michel Pessanha do Nascimento está solto devido ao corporativismo da polícia. Ele trabalha na Delegacia da Mem de Sá (5ª DP), centro do Rio.
Uma câmera de segurança registrou o crime na Baixada Fluminense
Imagens das câmeras de vigilância do comércio local registraram o momento em que o policial atira contra Celso. O carro do policial estaria estacionado em local irregular, impedindo a passagem de outro veículo. Ele teria parado o veículo para ir a uma lanchonete. O professor estacionou e procurou o dono do veículo, pedindo que retirasse o carro. O suspeito, de boné verde e bermuda, saiu do estabelecimento e, já na rua, os dois discutiram. Segundos depois, o inspetor disparou contra o educador, que morreu no local.
No dia seguinte ao assassinato, Michel teria se apresentado espontaneamente e confessado o crime. Ele entregou a arma usada no crime. Procurado, o delegado responsável negou que estivesse acobertando o policial e garantiu ter vídeo e relatos de testemunhas que apontam que o inspetor agiu em legítima defesa. O delegado também informou que nesta semana concluirá o inquérito do caso e que não vai indiciar o agente por homicídio.
Parentes e amigos de Celso estão revoltados com a demora da investigação. Celso trabalhava na abordagem de dependentes químicos pela equipe da Secretaria de Assistência Social do município do Rio.
Assista ao vídeo:

Nenhum comentário:

Postar um comentário