Goverdo do Estado do Piauí

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

CPI da telefonia identifica os dois principais problemas do Piauí

A Comissão Parlamentar de Inquérito ouvirá hoje (4), usuários de Teresina sobre os serviços de telefonia móvel e internet. A audiência será às 10hs, no Liceu Piauiense, no Centro. Será a 12ª oitiva realizada pelos deputados. Durante o mês de outubro 11 municípios foram visitados: Água Branca, Esperantina, Valença, Campo Maior, Pedro II, Piripiri, Parnaíba, Picos, Oeiras, Floriano e Amarante.
No diagnóstico parcial, as reclamações mais comuns são: cobrança indevida, recusa injustificada de prestação de serviço, publicidade excessiva, limitação de área de cobertura e interferência de sinal de uma operadora para outra.
Nas cidades de Parnaíba, Campo Maior e Pedro II, os deputados verificaram que nas escolas públicas e centros de ensino à distância o sinal de internet prestado é de péssima qualidade. Muitos estudantes perdem o prazo na conclusão de cursos de atualização, especialização e outros devido a falhas na transmissão de dados.
Em Amarante a falta de internet dificulta o comércio. As lojas pedem vendas devido às quedas constantes no sistema de cartão de crédito. Os moradores destacaram que a cidade já passou duas semanas sem internet.
De acordo com dados do PROCON as empresas de telefonia estão entre as 10 empresas que mais geram descontentamento entre os consumidores. A Oi em primeiro lugar (80% móvel-20%fixo) com 428 denúncias; em segundo lugar a Claro 283; e em sétimo lugar a Tim com 82.
No dia 11 de novembro a CPI inicia uma nova jornada, chegando a Uruçuí, Bom Jesus, Corrente, Canto do Buriti e São Raimundo Nonato.
"Entre os dias 18 e 22 de novembro as operadoras Oi, Tim, Vivo e Claro, serão convocadas a prestar esclarecimentos junto à CPI. Depois vamos convocar tambe´m a ANATEL - Agência Nacional de Telecomunicações" esclarece o presidente da CPI, deputado Cícero Magalhães (PT).
Até o final de novembro será fechado o relatório com um diagnóstico da telefonia móvel e internet no Piauí, que será enviado ao Congresso Nacional. 18 estados que realizam a CPI farão o mesmo. A idéia é a partir das constatações, estabelecer um novo marco regulatório válido para todo o Brasil.


Fonte: Portal AZ

Nenhum comentário:

Postar um comentário