quarta-feira, 14 de maio de 2014

Jovem morre ao passar mal em teste físico do concurso da Polícia Militar do PI

Jovem morre ao passar mal em teste físico do concurso da Polícia Militar do PIO candidato Josimar Cardoso do Nascimento morreu nesta terça-feira (14/05) após passar mal durante a realização do TAF (Testes Físicos) do concurso da Polícia Militar do Piauí.
Segundo Rafael Barbosa, que também participa dos testes, o candidato foi socorrido, levado de ambulância para um hospital público, onde ficou internado durante todo o dia, vindo a falecer no início da noite.
“Esta fase do teste tem reprovado muitos candidatos devido a dificuldade. Um amigo da gente estava com seu horário de teste para 8h30, mas só foi fazer às 11h30, no meio do sol. São por estas e outras dificuldades que temos cobrado tanto ao governador Zé Filho para que faça uma alteração no edital no sentido de que aumente as vagas de classificáveis do certame”, explicou Rafael Barbosa.
O CONCURSO
Segundo o candidato Freitas Neto, o total de aprovados foi de 30 Oficiais e 400 soldados, o que para ele, é insuficiente para suprir a falta destes profissionais no estado.
“Nosso pedido é para que seja triplicado este número. Aí ficariam 90 Oficiais e 1.200 Soldados. Isso é possível porque não seriam contratados agora, apenas ficariam como classificados e não iria representar gastos para o governo agora. Nós cobramos esta alteração porque é um concurso longo, com provas difíceis e até o final, muitos desistem. Nossa avaliação é que 30% do total não assumam os cargos. O concurso está em curso e pode ter o edital alterado até setembro deste ano”, explica o candidato.
O concurso tem validade até setembro de 2015 e pode ser prorrogado por mais dois anos.
POLÍCIA MILITAR
O Comandante da Polícia Militar do Piauí, Coronel Lídio Filho disse que a PM não tem nenhuma gerência sobre o processo de seleção dos candidatos que fazem o concurso. Ressaltou ainda que toda a parte seletiva é com a Universidade Estadual do Piauí (UESPI).
“Nós apenas vamos receber os candidatos aprovados, não participamos do processo de seleção”, disse o Coronel Lídio.

Fonte: 180graus

Nenhum comentário:

Postar um comentário