terça-feira, 6 de maio de 2014

Dani Alves: Punir racismo dentro do futebol não resolve

Personagem mais falado após responder a um torcedor que atirou-lhe uma banana durante o duelo entre Barcelona e Villarreal, o lateral direito Daniel Alves deu suas opiniões sobre o racismo no futebol. Em entrevista ao programa Esporte Espetacular, o jogador lembrou seu histórico de ofensas durante seus doze anos na Espanha, mas que prefere não dar atenção a estas pessoas para não incentivar atitudes como esta.
“Eu tenho esse problema [racismo] desde que cheguei aqui na Espanha, o grande problema disso é a repercussão que você dá ao racista, porque se você não fala dele, ele não atinge o objetivo dele, que é causar dano à pessoa que ele está tendo esse ato”, afirmou o brasileiro. “Se você dá repercussão ele já conseguiu o que queria.”
Avançando no debate, Alves acredita que o racismo no futebol não pode ser isolado do comportamento ‘normal’ da pessoa que o pratica, já que o esporte pode suscitar atitudes passionais que fogem a essa mesma normalidade.
“Acho que a gente deveria estudar se você é racista ou não no cotidiano. No futebol você não pode tentar julgar uma pessoa, as pessoas vivem o futebol de uma maneira e de repente no cotidiano não seriam assim.”
A paixão naquele momento leva você a fazer coisas que não faria na vida normal, como agredir alguém. Eu particularmente não julgaria alguém por uma atitude no futebol, não é legal. [Mas] não posso dar importância, não posso estar inferior a um insulto.
O jogador ainda comentou as expectativas para a Copa do Mundo do Brasil, especialmente em relação a um provável reencontro com a Holanda já nas oitavas de final, quatro anos após a derrota de 2010. E que o tema ‘Mundial’ é constante entre seus colegas de Barcelona, boa parte deles parte da seleção espanhola que, também, pode pegar a Seleção no meio do caminho.
“No Barça a gente não fala nisso, nenhum dos dois (Brasil e Espanha) pensa se classificar em segundo, eu prefiro a Holanda, eu sou dos que acreditam que, quem me deve, tem que me pagar”, brincou.

Fonte: MSN

Nenhum comentário:

Postar um comentário