Goverdo do Estado do Piauí

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Com onda de assaltos, Correios fecharão 15 agências no Piauí

Com 135 agências assaltadas somente este ano, os Correios vão fechar um número de 10 a 15 agências que têm sido sistematicamente assaltadas, no interior e na capital. A direção da empresa alega falta de segurança e o acúmulo de prejuízos com os constantes roubos. A população deve ser prejudicada, porque os Correios funcionam como correspondente bancário: paga benefícios do INSS, do Bolsa Família, recebe boletos de pagamentos e aceita depósitos bancários.
Um agravante é a falta de aparelhamento da polícia, no interior do Estado para atender as ocorrências. Segundo servidores dos Correios, as agências têm um sistema de alarme que aciona imediatamente a polícia, mas sempre faltam policiais, armas, munição, viaturas ou combustível. A direção tem recorrido à Polícia Federal para fazer as investigações e  tentar minimizar os prejuízos.
Toda vez que uma agência dos Correios é assaltada, os funcionários apresentam atestado e pedem licença de 15 dias. A agência ainda precisa ser inspecionada e levantada a situação para ser reaberta.
Ontem, uma dupla rendeu o vigia e arrombou a agência dos Correios em Amarante e levou o dinheiro que tinha no cofre, valor não informado pela agência. A direção dos Correios recorreu à PF para investigar.
"O gerente disse que não sabe quanto foi levado. Fizemos os primeiros levantamentos, mas as investigações ficam a cargo da Polícia Federal. O vigia foi rendido, mas já foi liberado depois do roubo", informou o delegado Tomaz de Aquino Neto, dizendo que este o segundo assalto à agência dos Correios de Amarante em menos de três meses.
Os assaltos ocorrem com tanta frequência que vários funcionários já apresentam problemas psicológicos. "Um cliente não pode adentrar a agência que os empregados ficam nervosos e com medo. A situação está um terror", conclui José Rodrigues, o vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores nos Correios.
"Já denunciamos à Justiça Federal, que ordenou que fossem instalados modernos equipamentos de segurança. Mas até agora a única atitude posta em prática foi a contratação de vigilantes. Nem porta giratória existem nas agências", reclama.


Fonte: Diário do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário