EBENET

EBENET
A sua melhor conexão

MP MOTO PEÇAS

MP MOTO PEÇAS

Dr.Batista

Dr.Batista

SALÃO 5 ESTRELAS

SALÃO 5 ESTRELAS

ÓPTICA LUZ

ÓPTICA LUZ
a luz dos seus olhos

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Flamengo marca gol, derrota Coritiba e sai do sufoco

Flamengo marca gol, derrota Coritiba e sai do sufocoO Flamengo derrotou o Coritiba por 1 a 0, gol marcado por Everton,no primeiro tempo, em partida disputada na tarde deste domingo, no Estádio Couto Pereira, em Curitiba. Foi a primeira vitória fora de casa, alcançada pela equipe rubro-negra, no Campeonato Brasileiro, e o resultado fez o time sair das últimas posições na tabela de classificação. O Flamengo chegou aos 16 pontos ganhos e subiu para a 12ª posição. O Coritiba segue na lanterna da competição, com apenas 12 pontos ganhos.
O time dirigido por Vanderlei Luxemburgo não fez uma grande partida, mas se aproveitou de uma falha individual do adversário para abrir vantagem. E depois soube segurar o resultado favorável. Desfalcado do meia Alex, o Coritiba pressionou durante a maior parte do tempo, mas não mostrou talento para mudar a sorte do jogo. O novo fracasso torna mais complicada a situação do técnico Celso Roth.
Na próxima rodada, o Flamengo receberá o Atlético-MG, no Maracanã. O Coritiba vai enfrentar o Vitória, no Couto Pereira.
O jogo - O Flamengo começou a partida tentando surpreender o Coritiba. Canteros foi lançado pela direita e tentou cruzar para Alecsandro, mas o goleiro Vanderlei fez a defesa. Os dois times mostravam muita dificuldades na troca de passes, principalmente por causa da forte marcação. Com dez minutos, nenhuma das equipes conseguiu finalizar, o que tornava a partida monótona.
O primeiro lance de perigo só aconteceu aos 12 minutos. O volante argentino Canteros que atuava um pouco mais avançado, fez ótimo lançamento para Everton que penetrou entre os zagueiros paranaenses e cabeceou por cima do travessão defendido por Vanderlei.
Aos 17 minutos, o Flamengo marcou o primeiro gol. O volante Baraka falhou ao tentar recuar a bola, de cabeça, para Luccas Claro. Everton se aproveitou, entrou na área e mandou a bomba de pé direito, sem chances para o goleiro Vanderlei.Foi o primeiro gol marcado pela equipe rubro-negra, fora de casa, na competição.
Só aos 21 minutos é que o Coritiba criou a primeira jogada de perigo. Robinho bateu escanteio e Germano subiu para cabecear, sem marcação. A bola bateu na rede pelo lado de fora, e chegou a confundir alguns torcedores que festejaram como se tivesse sido gol. Depois de estabelecer a vantagem, o time dirigido por Vanderlei Luxemburgo recuou, permitindo que o adversário ficasse mais tempo com a bola. Aos 25 minutos, Geraldo fez ótima jogada individual, se livrou do zagueiro Marcelo, com facilidade, e chutou com grande perigo para o gol defendido por Paulo Victor.
O time da casa seguia pressionando em busca do gol do empate, mas quase sofreu o segundo, aos 28 minutos.Everton fez grande jogada pela esquerda e cruzou para Alecsandro que, livre na pequena área, conseguiu perder o gol. Um minuto depois, o Coritiba deu a resposta. Norberto mandou a bomba e,mesmo encoberto, o goleiro Paulo Victor fez grande defesa, tocando na bola que ainda explodiu no travessão, antes de sair.
A equipe dirigida por Celso Roth tinha mais posse de bola, mas mostrava pouca objetividade nas jogadas de ataque, permitindo que o Flamengo conseguisse bloquear as investidas.
Aos 39 minutos, uma falha de marcação da defesa rubro-negra permitiu que Robinho ficasse com a bola dentro da grande área. Ele rolou para Leandro Almeida que, completamente livre, conseguiu chutar para fora.
O Coritiba teve uma nova chance para empatar, aos 44 minutos.Geraldo cruzou da esquerda, o zagueiro Marcelo tentou afastar o perigo e quase colocou a bola nas redes de Paulo Victor.
Os dois times voltaram modificados para o segundo tempo. O Coritiba trocou o volante Baraka pelo atacante Keirrison, enquanto o Flamengo veio com o meia argentino Lucas Mugni no lugar do atacante Eduardo da Silva que teve atuação apagada no primeiro tempo.
O Coritiba adotou uma posição mais ofensiva, tentando chegar à area rubro-negra em busca do gol do empate.Aos oito minutos, Robinho tentou o cruzamento para a área e quase encobriu o goleiro Paulo Victor, mas a bola saiu.
O Flamengo procurava apenas bloquear as investidas do adversário,recorrendo às faltas, mas não conseguia armar jogadas para aproveitar os espaços concedidos pelo Coritiba. Só aos 18 minutos é que a equipe da Gávea conseguiu chegar na área paranaense,sem causar qualquer problema.
Celso Roth gastou todas as substituições possíveis, mas o time continuava encontrando dificuldades para romper a retranca carioca. Aos 22 minutos, Robinho bateu falta e Paulo Victor defendeu sem problemas.
O Flamengo continuava retrancado e a falta de ambição ofensiva ficou demonstrada aos 32 minutos quando o time carioca conseguiu um escanteio e apenas três jogadores rubro-negros apareceram na área curitibana.
Aos 35 minutos, o zagueiro Marcelo deu outro susto na torcida, ao cortar mal um cruzamento e quase marcar um gol contra. A situação do Coxa ficou mais complicada aos 36 minutos quando Robinho agarrou Márcio Araújo, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso, deixando sua equipe com dez jogadores.
Com vantagem numérica, o Flamengo passou a trocar passes, enquanto a sua torcida gritava olé para um estádio cada vez mais vazio. Frustrados com outra derrota, os torcedores do Coritiba já haviam tomado o caminho de casa.

Fonte: Esporte Interativo

Nenhum comentário:

Postar um comentário