EBENET

EBENET
A sua melhor conexão

MP MOTO PEÇAS

MP MOTO PEÇAS

Dr.Batista

Dr.Batista

SALÃO 5 ESTRELAS

SALÃO 5 ESTRELAS

ÓPTICA LUZ

ÓPTICA LUZ
a luz dos seus olhos

terça-feira, 29 de setembro de 2015

Mulher agride verbalmente secretário e tem que ser contida por seguranças

Os servidores do Estado, que participam da nova fase do recadastramento, enfrentam filas e um longo período de espera para conseguir atendimento nos postos onde o procedimento está sendo realizado. O transtorno está causando revolta, principalmente naqueles que tiveram o contracheque bloqueado.
Na manhã desta terça-feira (29), uma das servidoras teve um surto de raiva e agrediu verbalmente o secretário de Administração, Franzé Silva. A mulher, que não foi identificada, precisou ser contida pelos seguranças. Ela teve o contracheque bloqueado porque teria ficado alguma pendência na primeira fase do recadastramento, que deveria ser feito pela internet. A mulher, entretanto, denunciou que não foi informada sobre o problema. Outros servidores também denunciaram falha no sistema de recadastramento online, através da plataforma disponibilizada pela Sead.

Levi Piaulino é servidor da Secretaria Estadual de Saúde e disse que, ao fazer o procedimento, o sistema não apontou nenhuma pendência, mas mesmo assim seu contracheque foi bloqueado. “Fizemos todo o processo da maneira correta, e na hora de olhar como estava a situação, o contracheque estava bloqueado. Queremos que isso seja resolvido. Não podemos ser penalizados pela incompetência da gestão”, denuncia.
Tatila Helena, servidora da Secretaria de Educação, também teve o contracheque bloqueado, mesmo realizado a primeira fase do recadastramento da maneira correta. Por conta do impasse ela teve que se deslocar até a sede da Secretaria de Administração “Isso é uma incompetência administrativa”, definiu.
Questionado sobre a possibilidade de falhas no sistema utilizado na primeira fase do recadastramento, o Secretario de Administração, Franzé Silva, afirmou que esses casos vão ser estudados. “Tem uma variação que precisamos entender, como o sistema rodou. Podem existir casos de pessoas que não concluíram totalmente o processo, e acabaram na lista dos pendentes”, disse o secretário.
Por conta desses problemas, a Sead decidiu não desbloquear os contracheques e só voltar a usar o procedimento após a conclusão da segunda fase do recadastramento, que se encerra no dia 27 de novembro.
A convocação para a etapa presencial foi realizada de acordo com o mês de nascimento e órgão de origem. A lista com os documentos e os locais de realização da segunda etapa, está disponível no site da Secretaria de Administração. Em Teresina, cinco unidades de atendimento foram preparadas para receber os servidores.
Franzé Silva afirmou que o governo estuda alternativas para agilizar o atendimento, e que não será necessária a descentralização dos postos. “O que acontece é uma corrida das pessoas para fazer o recadastramento fora do seu calendário. Estamos orientando os servidores a observarem a data do aniversário, e o local correto. Vamos criar um atendimento por agendamento, para evitar filas, principalmente para os idosos. a pessoa vai receber uma senha, e ser informada do dia e da hora que ela deve voltar para ser atendida”, afirmou.


Portal O Dia

Nenhum comentário:

Postar um comentário