Goverdo do Estado do Piauí

terça-feira, 17 de outubro de 2023

Marcolândia-PI, Arrendatários realizam manifestação pacífica no Parque Eólico Chapada do Araripe I- Contour Global e cobram transparência

 Na manhã desta terça-feira dia 17 de outubro de 2023, aconteceu uma manifestação em frente ao Parque Eolico Chapada do Araripe I - Contour Global com a participação de autoridades, prefeitos, vereadores   e principalmente Arrendatários e familiares membros da Associação dos Arrendatários Contemplados Pelos Aerogeradores dos Municípios de Caldeirão Grande do Piauí, Marcolândia e Simões (ACMAS), associação que representa os arrendatários que tem como presidente o Sr. Francisco Lacerda da Silva e vice-presidente Feliciano de Carvalho Alencar.

A manifestação teve como foco principal exigir que a empresa preste esclarecimentos sobre os descontos que estão sendo praticados nos pagamentos mensais aos arrendatários.

Segundo o vice-presidente da ACMAS, Feliciano, a empresa teria vendido energia a mais do que é gerado no Parque Eólico e, agora, a compensação está sendo repassada aos associados que durante todo o manifesto gritavam por transparência.

Em entrevista, o vice-presidente da ACMAS, Feliciano esclareceu o que está acontecendo com os arrendatários:

“Foi pago essa energia para empresa que vendeu e agora estão querendo transferir essa dívida para a gente. Nós não temos nenhuma capacidade de saber o quanto um aerogerador dentro da nossa propriedade gera, já a empresa que vendeu em um leilão para o Governo Federal tem, eles têm como saber. Daí, eles receberam esse montante a mais do que tinham direito e agora querem cobrar da gente. E nós precisamos pelo menos ter o direito de saber números e saber o que estamos devendo. Como é que você vem me cobrar uma conta e não sabe me dizer quanto estou te devendo? Não existe isso”.

Ainda durante entrevista o vice-presidente falou o que eles esperam por parte da empresa:

“A associação está unida para buscar essas informações para realmente transparecer o que está acontecendo com o nosso Parque Eólico para a gente poder se situar, porque nós não devemos e nenhuma empresa tem condição de provar juridicamente que os arrendatários devem, até porque não existe nada vinculado ao nosso CPF e muito menos ao CNPJ da nossa associação. Se alguém está devendo é quem recebeu dinheiro a mais. Nós queremos transparência”, afirmou o vice-presidente da associação.

O Assessor Jurídico da ACMAS, o advogado, Pedro Vinícius, conta que os arrendatários pedem transparência nos números e dados relacionados a essa compensação. 

“O primeiro plano que queremos é a transparência. Foi comunicado aos arrendatários que haveria alguns descontos relacionados a uma compensação que o Governo Federal faria à Contour Global, a qual foi suspensa em 2019 e voltou agora no meio desse ano, mas não temos números. Convocamos a Contour Global algumas vezes para as nossas assembleias e nos justificaram que não poderiam comparecer por causa do deslocamento e tudo mais. Mas nós precisamos dessa transparência para entender a situação, repassar ao associado e verificar uma maneira mais abrandada de fazer essa compensação sem afetar muito o repasse no percentual do arrendatário”, explicou o Assessor Jurídico da ACMAS, o advogado Dr. Pedro Vinícius.







































Fonte e Fotos: Blog Chagas Fotografias

Nenhum comentário:

Postar um comentário