EBENET

EBENET
A sua melhor conexão

MP MOTO PEÇAS

MP MOTO PEÇAS

Dr.Batista

Dr.Batista

SALÃO 5 ESTRELAS

SALÃO 5 ESTRELAS

ÓPTICA LUZ

ÓPTICA LUZ
a luz dos seus olhos

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Partidos se reúnem para definir voto na eleição da Alepi

Partidos se reúnem para definir voto na eleição da AlepiFaltando 11 dias para a eleição da presidência da Assembleia Legislativa do Piauí, o cenário continua indefinido e deputados evitam declarar publicamente apoio a Fábio Novo (PT) ou ao atual presidente da Casa, Themístocles Filho (PMDB). Os últimos dias que antecedem o pleito são marcados por negociações entre os parlamentares e discussões internas nos partidos sobre as vantagens de se votar com o governo ou apoiar o candidato da oposição.
No PDT, o deputado Robert Rios afirma que a estratégia será manter o silencio e continuar as conversas com os dois candidatos. “A única decisão é que o PDT não vai declarar voto abertamente. Vamos seguir avaliando os dois candidatos. Escolher e votar como manda o regimento. A disputa está colocada e os dois são bons nomes”, disse.
O deputado Georgiano Neto (PSD) afirma que os três deputados da legenda irão votar unidos, mas não declara o voto. “Acho importante que o partido esteja unido e vote no mesmo candidato. Isso ainda deverá ser discutido em reunião”, disse. O PSD faz parte da base aliada do governador Wellington Dias (PT) na Assembleia. Mas o deputado Edson Ferreira deve votar em Themístocles Filho (PMDB).
Os dois candidatos a vaga de presidente descartam a possibilidade de desistirem da disputa. O governo tem aumentado a pressão sobre os aliados para evitar que possíveis traições possam ocorrer já que o voto é secreto. Os governistas também teme a possibilidade da eleição ser definida no empate. Caso isso ocorra, o regimento diz que o parlamentar mais antigo deverá ficar com a vaga.
Por: Lídia Brito (Jornal O Dia)

Nenhum comentário:

Postar um comentário