EBENET

EBENET
A sua melhor conexão

MP MOTO PEÇAS

MP MOTO PEÇAS

Dr.Batista

Dr.Batista

SALÃO 5 ESTRELAS

SALÃO 5 ESTRELAS

ÓPTICA LUZ

ÓPTICA LUZ
a luz dos seus olhos

terça-feira, 25 de novembro de 2014

Wellington Dias se reúne com 21 deputados e quer aumento para seu próprio salário

Wellington Dias se reúne com 21 deputados e quer aumento  para seu próprio salárioO governador eleito Wellington Dias (PT) visitou a Assembleia Legislativa do Piauí nesta segunda-feira (24)  para conversar com os deputados sobre a proposta do Orçamento Geral do Estado para 2015. O petista alertou os parlamentares sobre o risco de aumentar as previsões de despesas e receitas do orçamento aceitando os pedidos de acréscimo feitos pelos órgãos que compõem a administração pública. Uma comissão com 21 deputados participou da reunião com o governador eleito.
A reunião foi coordenada pelo presidente da casa, Themístocles Filho (PMDB), e aconteceu no gabinete da presidência da Assembleia Legislativa. A proposta de Orçamento está em discussão na Assembleia. Amanhã, o relator do projeto, deputado Antonio Félix, se reúne com líderes partidários e representantes dos poderes, do Tribunal de Contas do Estado e do Ministério Público Estadual para discutir os percentuais de cada poder e órgão. Os deputados defendem aumento dos repasses para o Ministério Público e para o Tribunal de Justiça.
Ontem, o governador eleito disse aos deputados que a proposta precisa ser votada e aprovada da forma que ela foi enviada à casa, sem nenhum acréscimo significativo, somente com readequações. “A minha idéia é que a gente tenha um orçamento contido naquilo que veio na previsão do próprio governador Zé Filho (PMDB). Na mensagem que ele encaminhou de crescimento de 8,2% que bate com o que o que provavelmente deve ficar a receita do ano 2014″, disse Wellington Dias.
O petista defende que os deputados não extrapolem esse valor, para não gerar dificuldades na execução orçamentária do próximo ano. “Estamos aqui falando com cautela. Não queremos que nenhum dos poderes seja prejudicado, mas se a previsão da receita para o crescimento é de 8% porque trabalhar com 10%, 12%, 15% ou mais?”, questiona o governador eleito. Na mensagem enviada pelo governo do Estado, Zé Filho propõe para o próximo ano um orçamento de R$ 8,606 bilhões, o que equivale a 8,11% a mais que o orçamento deste ano.
Na proposta, para a Assembleia seriam destinados R$ 271.407.750. Já o Tribunal de Contas do Estado (TCE) ficaria com R$ 87.903.868, o Tribunal de Justiça receberia R$ 395.723.861,00 e para Ministério Público do Estado (MPE) seria destinado o montante de R$ 149.598.555. Porém, todos reclamam por um reajuste maior: o TJ pede R$ 474 milhões, e o MPE solicita R$ 180 milhões. O próprio relator do projeto, deputado Antônio Félix (PSD), defende um repasse maior para alguns órgãos, principalmente para o Tribunal de Justiça e para o Ministério Público.


Diário do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário