EBENET

EBENET
A sua melhor conexão

MP MOTO PEÇAS

MP MOTO PEÇAS

Dr.Batista

Dr.Batista

SALÃO 5 ESTRELAS

SALÃO 5 ESTRELAS

ÓPTICA LUZ

ÓPTICA LUZ
a luz dos seus olhos

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Petrobras e empresas privadas pesquisam gás e petróleo no Piauí

Petrobras e empresas privadas  pesquisam gás e petróleo no PiauíA Petrobras, a Portugal Petróleo S/A e o Grupo Ouro Preto estão com pesquisas adiantadas para descobrir petróleo e gás no Piauí. As pesquisas abrangem sete lotes em terra e quatro blocos em mar, entre Parnaíba, no Piauí, e Barreirinha, no Maranhão. A informação foi dada pelo governador Wellington Dias (PT). Segundo ele, as pesquisas objetivam fornecer elementos concretos para a instalação de projetos de exploração de petróleo e gás natural no Piauí.
Os primeiros resultados devem sair em 2017. Estudos iniciais, de acordo com o governador, já possibilitaram a descoberta de jazidas de ferro, fosfato e calcário, além de indícios de gás e petróleo. Se esses projetos derem certo, segundo o governador, “em dez anos o Piauí poderá dobrar suas riquezas, com gás e petróleo gerando pelo menos R$ 10 bilhões do Produto Interno Bruto (PIB) por ano”. Segundo o governador, a Agência Nacional de Petróleo (ANP) tem estudos abrangendo pelo menos 400 mil quilômetros quadrados no Piauí.
“Os estudos passam por Amarante, Floriano, Uruçuí, Ribeiro Gonçalves, Bertolínia, Elizeu Martins, Marcos Parente e Antônio Almeida”, revela Wellington Dias. As empresas já investiram R$ 300 milhões nas pesquisas. Lembra o governador Wellington Dias que ainda em 2007, 2008 e 2009, o Piauí entrou nas chamadas rodadas de leilões para exploração de gás e petróleo. Do lado do Maranhão, na localidade Capinzal, já há as primeiras descobertas dessas riquezas naturais.
São seis milhões de metros cúbicos de gás sendo explorados por dia e já produzindo energia. No local, foi construída até uma termoelétrica para aproveitar esse gás, produzindo dez vezes mais energia do que a Barragem de Boa Esperança, no Piauí. Acredita o governador que ao final de 2016, terão início as primeiras perfurações de poços profundos no estado. A Gaspisa, segundo ele, criada no seu governo anterior, terá função pre-ponderante nesse aspecto.
“Geralmente, o petróleo, no mar, é encontrado em grande profundidade, mas em algumas áreas de bacias são muitas vezes encontrados. No Rio Grande do Norte tem gás e petróleo, no Ceará, também, por que não no Piauí e no Maranhão?”, questiona o governador. Acredita ele que em 2018 devem começar as explorações, com o Estado colocando-se já à disposição para resolver trâmites burocráticos.

Diário do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário