EBENET

EBENET
A sua melhor conexão

MP MOTO PEÇAS

MP MOTO PEÇAS

Dr.Batista

Dr.Batista

SALÃO 5 ESTRELAS

SALÃO 5 ESTRELAS

ÓPTICA LUZ

ÓPTICA LUZ
a luz dos seus olhos

quinta-feira, 19 de abril de 2018

Encontro Territorial é realizado em Paulistana com representantes de 11 municípios


Objetivo do encontro foi debater as potencialidades dos municípios integrantes e articular o seu fortalecimento.
Representantes de 11 municípios do Piauí e do Governo do Estado participaram nesta terça-feira, 18, no auditório do Instituto Federal do Piauí, em Paulistana, de um novo encontro do Território da Chapada do Vale do Itaim. A plenária foi conduzida pelo presidente do Conselho Territorial, Francisco Pedro Araújo, o Chico Pitu, que é prefeito do município de Marcolândia.
Dentre os objetivos do encontro, debater as potencialidades dos municípios integrantes e articular o seu fortalecimento. No evento, membros da diretoria da COOVITA, Cooperativa de Produtores e Produtoras da Chapada do Vale do Rio Itaim, apresentaram uma experiência exitosa com foco na organização da cadeia da ovino e caprinocultura, desde a produção, o beneficiamento e a comercialização.
A Cooperativa nasceu a partir da ASCOBETÂNIA, uma Associação do município de Betânia do Piauí, que em quatro comercializou mais de 23 mil animais, movimentando mais de R$ 5,2 milhões. Diante do potencial no setor da região, a ASCOBETÂNIA se uniu a outras 16 Associações de Paulistana, Jacobina e Queimada Nova, constituindo a COOVITA, que hoje conta com 305 cooperados. Uma das ideias para o Território é agregar mais municípios à Cooperativa.
No encontro, técnicos apresentaram o “Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento” e o “Projeto ODS Piauí”, uma iniciativa do Governo do Piauí com foco no avanço ao cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU. As metas incluem erradicação da pobreza, crescimento econômico com redução das desigualdades e produção e consumo responsáveis, com uso sustentável do meio ambiente.
O Vale do Itaim é um dos primeiros territórios piauienses beneficiados pela cooperação entre o Executivo estadual e a agência da ONU. Com as experiências nessas regiões, serão identificadas — e replicadas — as boas práticas para a implementação dos ODS. O “Projeto ODS Piauí” mobilizará os setores público e privado, bem como a sociedade civil para fortalecer políticas alinhadas com a agenda das Nações Unidas. A estratégia tem o apoio da ContourGlobal, da Chesf e do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).
Outro assunto importante, a criação do Serviço de Inspeção Municipal de Produtos de Origem Animal, foi abordado pelo agente de desenvolvimento territorial sustentável, Zé Luiz. O SIM garante a comercialização de produtos com maior segurança sanitária e qualidade. Segundo o técnico, a implantação do SIM garante a instalação de abatedouros certificados, a qualidade dos produtos inspecionados e a ampliação das receitas municipais pelo desenvolvimento do comércio formal.
Chico Pitu, prefeito de Marcolândia
O presidente do Conselho Territorial, o Chico Pitu, disse que o objetivo principal do evento é trabalhar a integração e a busca por recursos para os municípios. “O objetivo maior é a integração, é fortalecer e buscar recursos e estrutura para todas as 16 cidades que compõem a AMVI (Associação dos Municípios do Vale do Itaim). Vamos analisar e colocar na LOA (Lei Orçamentária Anual) o que os municípios podem realizar, como obras de infraestrutura. Então, a partir de maio, vamos fazer visitas em todas as 16 cidades para vermos qual o projeto mais importante para colocarmos no orçamento, pois não adianta fazermos várias reivindicações, mas vamos analisar e colocar no orçamento o que for prioritário, viável e estruturante” disse ele.
O gestor também destacou como objetivo do evento a integração com a COOVITA, com o intuito de implantar as ações desenvolvidas pela Cooperativa nas cidades que compõem o território “Queríamos também ouvir a associação COOVITA, pois queremos implantar as ações nos municípios. Temos o município de Jaicós, que é produtor, Marcolândia, que é menor, mas também tem produção e nós queremos integrar isso para ver se conseguimos articular junto aos nossos criadores e fazer parte desse movimento, pois eles estão vendendo bem, o Piauí tem um potencial enorme e nós queremos estar participando, juntamente com todo o território” ressaltou.
O Território da Chapada do Vale do Itaim, criado no ano 2015, é composto por 16 municípios: Acauã, Belém do Piauí, Betânia do Piauí, Caldeirão Grande do Piauí, Caridade do Piauí, Curral Novo, Francisco Macedo, Jacobina do Piauí, Jaicós, Marcolândia, Massapê do Piauí, Padre Marcos, Patos do Piauí, Paulistana, Queimada Nova e Simões.
O Território tem como principais produtos a mandioca, a castanha do caju e a banana. Traz como potencialidades a ovinocaprinocultura, a apicultura (mel, geléia real, própolis e derivados), a cajucultura (processamento de castanha, doces e cajuína), a mandiocultura, a mineração (mármore, granito, água mineral, calcário para a produção de cimento, gesso, argila e ferro) e a energia renovável (eólica e solar).
Fonte: cidadesnanet

Nenhum comentário:

Postar um comentário