EBENET

EBENET
A sua melhor conexão

MP MOTO PEÇAS

MP MOTO PEÇAS

Dr.Batista

Dr.Batista

SALÃO 5 ESTRELAS

SALÃO 5 ESTRELAS

ÓPTICA LUZ

ÓPTICA LUZ
a luz dos seus olhos

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Lula mantém força no Piauí e ainda é preferência da maioria

lula no paiuíEm entrevista concedida ao Estadão em julho deste ano, a diretora executiva do Ibope, Márcia Cavalcante cravava: “É fato que a base de Lula diminuiu, mas não se pode dizer que ele esteja morto, em termos políticos”. Márcia analisava a perda do eleitorado de Lula, mas ressaltava que entre as classes e regiões mais pobres do país, os lulistas ainda se concentravam.
Pois bem, no Piauí, Lula está mais vivo do que nunca. É o que mostram dados do Instituto BrVox levantados em 12 cidades. Mesmo em regiões onde os líderes políticos locais não são petistas, Lula teria vantagem do eleitorado caso fossem hoje as eleições.
O próprio Estadão já lembrou que o terceiro mandato de Lula é sim um “fantasma” que continua a ameaçar a oposição. Não seria de se estranhar que, caso dispute novamente a presidência, o líder petista obtenha perto ou mais do que os 78% de votos conquistados por Dilma no Piauí, no pleito de 2014. O maior percetual alcançado pela presidente em todo país. Quando foi reeleito em 2006, Lula obteve 77,32% dos votos válidos no Estado.
Muito cedo para analisar a popularidade de Lula para 2018? Os escândalos de corrupção ainda podem afetar o ex-presidente?
pesquisa lula-02.png
O 180graus conversou com o professor doutor e cientista político Ricardo Arraes. Ele considera que ainda é muito cedo para a realização de sondagens pré-eleitorais, mas admite que os números “animam” o processo.”Isso anima o mundo político, infelizmente não sei se mais atrapalha do que ajuda, mas as pessoas gostam de ver pesquisas, embora nem sempre deem muita credibilidade”, analisa.
Em relação ao ex-presidente Lula, Ricardo Arraes acredita que as preferências ainda podem mudar, mas que hoje, com certeza, Lula ainda possui muito ‘recall político’, não só no Piauí, como em todo Nordeste. “Até o momento, embora familiares de Lula tenham sido citados em delações premiadas ou depoimentos, o nome dele ainda não foi citado. E com o recall político muito forte, não só no Piauí, mas em todo Nordeste, Lula tem sua posição marcada. Agora, se o nome dele aparecer como ponta de lança nesta história, é possível que tudo vá por água abaixo, tanto que se faz necessário medir novamente esta preferência sobre o nome dele”, afirma o professor.
ricardo.png
A popularidade de Lula com as faixas mais carentes da população ainda o capacita com boa vantagem, afirma o cientista político. “A população carente é ainda muito afeita aos programas sociais, que já não são mais programas de governo e sim, programa de Estado”.
Ao questionarmos o professor sobre o fato de que, a dificuldade de acesso à informação por parte da população mais carente, daria vantagem a Lula, diante das notícias de escândalos que volta e meia tocam no nome do petista, o cientista político respondeu. “Uma coisa tem de ser dita. Não é que os outros não tenham informação. A diferença está na medida em como ela é digerida. Essas notícias, para boa parte da população que vota nele [Lula], é capitalizada de maneira positiva. As denúncias servem para vitimizar e, ainda assim, manter a preferência e a simpatia do eleitorado”.
Ex-presidente esteve no Piauí este ano para receber títulos de cidadania. Crédito: Ricardo Stuckert/ Instituto Lula

MAIORIA ABSOLUTA
Das cidades pesquisadas pelo BrVox, foi em Monsenhor Gil onde Lula obteve o maior percentual de intenções de voto, com 86,88% de preferência dos entrevistados quando questionados se votariam em Lula para presidente. O prefeito da cidade é professor Pila (PSB), que durante a campanha presidencial em 2014, colocou no peito o adesivo da presidente Dilma.
MONSENHOR GIL.jpg
No município de pouco mais de 10.330 habitantes, a renda per capta da população é R$ 273,95 [Pnud-2013], bem abaixo da média no Piauí, que é de R$ 659,00. No mês de outubro o Governo Federal repassou para o município R$ 364.827,00 mil em recursos para o programa Bolsa Família, total este que em janeiro passava de R$ 388 mil.
Na terra de Wilsão – que votou em Marina Silva – Lula reina absoluto. Na cidade onde a sobrinha do ex-governador do Piauí governa, o petista obteve mais de 85% de intenções de voto. Na cidade, a renda per capta da população é de R$ 278,49. Para o programa Bolsa Família, a cidade recebeu durante este ano R$ 2.468.474,00 milhões.
SANTA CRUZ DO PIAUI.jpg
Também acima dos 80% de intenção de voto para Lula estão os números nas cidades de Curralinhos, Inhuma e São Pedro do Piauí. É justamente Curralinhos a cidade, das pesquisadas, com menor renda per capta. A média salarial por domicílio no município é de apenas R$ 193,65.
CURRALINHOS.jpg
Na faixa dos 70% estão Regeneração, Cajueiro da Praia e Novo Santo Antônio. Já Buriti dos Lopes, conhecida como a terra de Zé Filho – que votou em Aécio – o índice de eleitores que disseram votar em Lula é de 64,38%. O município já recebeu este ano mais de R$ 5,8 milhões para o programa Bolsa Família.
REGENERAÇÃO.jpg
CAJUEIRO DA PRAIA.jpg
NOVO SANTO ANTONIO.jpg
BURITI DOS LOPES.jpg
Nas duas das cidades pesquisadas com os maiores valores repassados ao programa, Esperantina [R$ 12,2 milhões] e Altos [R$ 7,7 milhões], 59% e 56%, respectivamente, disseram que votariam em Lula.
ESPERANTINA.jpg
ALTOS.jpg
INHUMA.jpg
JUAZEIRO.jpg
SÃO PEDRO.jpg
Com Bolsa Família ou não, com ou sem apoio das lideranças políticas locais, Lula é tem força no Piauí. Se for mesmo o árbitro da próxima eleição, como profetizou o jornalista Paulo Henrique Amorim, Lula dará trabalho aos seus adversários, que terão de rodar o interior do Piauí para desfazer a imagem de “pai dos pobres”.

lulaVoto.png
Fonte: BrVox/180graus

bolsa-familia.png
Fonte: Portal da Transparência
renda_per_capta.png
Fonte: Pnud 2013
180Graus

Nenhum comentário:

Postar um comentário