EBENET

EBENET
A sua melhor conexão

MP MOTO PEÇAS

MP MOTO PEÇAS

Dr.Batista

Dr.Batista

SALÃO 5 ESTRELAS

SALÃO 5 ESTRELAS

ÓPTICA LUZ

ÓPTICA LUZ
a luz dos seus olhos

terça-feira, 16 de setembro de 2014

Data AZ: Wellington aumenta diferença no interior e Zé avança na capital

Data AZ: Wellington aumenta diferença no interior e Zé avança na capitalO candidato do PT ao Governo do Piauí, senador Wellington Dias, mantém a dianteira na disputa. Ele aparece com 52,27% das intenções de voto em pesquisa estimulada do Instituto Data AZ, realizada entre os dias 11 e 13 de setembro. O governador Zé Filho, que tenta a reeleição, vem em segundo, com 27,92% das intenções de voto.
Em relação à pesquisa anterior, realizada entre os dias 3 e 7 de setembro, os dois tiveram leves variações positivas dentro da margem de erro. Wellington passou subiu 2,23% e Zé Filho acresceu 0,55%.
O candidato do PSC, o ex-senador Mão Santa, mantém a terceira posição, com 6,92%, menos 1,67% em relação à sondagem anterior, quando apareceu com 8,59% das intenções estimuladas de voto.
A soma dos candidatos que não atingiram 1% das intenções de voto chegou na atual pesquisa a 1,7¨% contra 1,75% na pesquisa anterior.
Os eleitores indecisos somaram 7,16%, (eram 7,72% na pesquisa anterior) e os que dizem não votar em nenhum dos candidatos chegam a 3,98% contra 4,53% na pesquisa anterior.
Wellington também lidera na espontânea
Na pesquisa espontânea, quando ao eleitor não é apresentado os nomes dos candidatos, Wellington Dias tem 41,61% das intenções de voto, contra 22,51% de Zé Filho. Mão Santa tem 4,30%. Os indecisos somam 27,76% e os eleitores que dizem não votar em nenhum dos candidatos somam 2,78%.
A soma dos candidatos de pequenos partidos chega a 1,04%.
Na pesquisa anterior, também a liderança era do senador Wellington Dias, com 34,13% das intenções de voto, contra 19,17% do governador Zé Filho. Mão Santa tinha 4,46%.
O número de eleitores indecisos era de 37,71%. Os que diziam não votar em nenhum dos nomes somam 3,02%.
Tríplice empate na rejeição
A novidade da atual pesquisa do Instituto Data AZ é um tríplice empate na rejeição, com leve desvantagem para Wellington Dias.
O candidato petista tem 16,63% de eleitores que dizem que não votam nele para governador, seguido de muito perto por Zé Filho, com 16,39% e Mão Santa, com 16,15% de rejeição.
Os que não rejeitam nenhum dos nomes em disputa somam 21,73% e os que não sabem ou não opinam sobre em quem não votariam para governador somam 19,41%.
Os candidatos menos rejeitados são Daniel Solon (1,11%), Neto Sambaíba (1,43%), Lourdes Melo (3,34%) e Maklandel Aquino (3,82%).
Na pesquisa anterior, o mais rejeitado era o ex-senador Mão Santa com 18,85% dos eleitores dizendo que não votariam nele para governar o Piauí.
O segundo mais rejeitado era o candidato petista Wellington Dias, tecnicamente empatado com Mão Santa: 16,31%.
O governador Zé Filho tinha rejeição de 14,24%, enquanto Maklandel Aquino aparecia com 5,89%, seguido por Lourdes Melo, com 3,42%.
Daniel Solon tinha rejeição de 2,86% e Sambaíba, de 2,31%.
Os que não sabiam ou não opinavam sobre quem não escolheriam como candidato a governador somavam 19,31% e os que diziam não rejeitar nenhum candidato eram 16,31%.
Cai a diferença pró-Wellington Dias em Teresina
Wellington Dias lidera a corrida pelos votos dos teresinenses, com 46,55% das intenções de voto em pesquisa estimulada, contra 38,22% de Zé Filho. A diferença entre os dois no principal colégio eleitoral do Estado é de 8,33%.
Na pesquisa anterior, Wellington Dias tinha vantagem de 10,06% em relação ao governador candidato à reeleição. O petista aparecia com41,09% das intenções contra 31,03% do peemedebista.
Na atual pesquisa, o ex-senador Mão Santa tem 7,18%, contra 9,48% na anterior.
Os eleitores indecisos somam 2,01% e os que não votam em nenhum dos candidatos somam 1,72%.
Daniel Solon tem 1,44%, Maklandel Aquino, 1,15%, Sambaiba, 0,86%, mesmo percentual alcançado por Lourdes Melo.
Voto espontâneo
Wellington Dias aparece com praticamente o mesmo percentual de intenções de voto em sondagem espontânea na capital: 40,52% contra 33,05% do governador Zé Filho.
Os indecisos somam 15,80%, enquanto Mão Santa tem 5,46%.
Os que dizem não votar em nenhum dos candidatos chegam a 1,72%.
Maklandel Aquinoa tem 1,15%, Lourdes Melo e Neto Sambaíba, 0,86% e Daniel Solon, 0,57%.
Rejeição e Teresina
O mais rejeitado na capital é o candidato do PT, Wellington Dias, com 29,60%, seguido por Mão Santa, com 21,84%. Zé Filho tem rejeição de 20,98%.
Os que não sabem ou não opinam sobre rejeição somam 8,33%, enquanto os que não rejeitam nenhum dos nomes em disputa somam 5,17%.
Os menos rejeitados são os candidatos Daniel Solon (1,72%), Neto Sambaíba (2,30%), Lourdes Melo (4,02%) e Makalandel (6,03%).
Na pesquisa anterior havia empate técnico na rejeição entre os candidatos Wellington Dias (22,13%) e Mão Santa (21,84%).
O número de eleitores que não sabiam ou não opinaram sobre em quem não votariam somava 21,55%.
O governador Zé Filho era terceiro mais rejeitado, com 19,48%, à frente dos que dizem não rejeitavam nenhum dos candidatos (12,36%).
Os menos rejeitados eram os candidatos Daniel Solon (1,44%), Lourdes Melo (2,30%), Sambaíba (3,45%) e Maklandel (5,46%).
O ex-governador Mão Santa aparece com 9,48%, um pouco menos que o número de eleitores indecisos (9,77%).
Ficha técnica da pesquisa
Período da realização – 11 a 15 de setembro de 2014.
Número de entrevistas – 1.257.
Eleitorado do Estado – 2.335.488 (TSE/maio de 2014).
Área: 51 municípios do Piauí, incluindo a capital.
Margem de erro – 3,22%, com nível de confiança de 90%.
TRE PI-00142/2014
TSE BR-00644-2014
Veja os gráficos da pesquisa:




Fonte: Portal AZ

Nenhum comentário:

Postar um comentário