EBENET

EBENET
A sua melhor conexão

MP MOTO PEÇAS

MP MOTO PEÇAS

Dr.Batista

Dr.Batista

SALÃO 5 ESTRELAS

SALÃO 5 ESTRELAS

ÓPTICA LUZ

ÓPTICA LUZ
a luz dos seus olhos

terça-feira, 19 de agosto de 2014

Wellington Dias tem 44% e Zé Filho 26% em nova pesquisa

Wellington Dias tem 44% e Zé Filho 26% em nova pesquisaPesquisa do Instituto Credibilidade feita em 53 municípios do estado do Piauí e divulgada pela TV Antena 10 nesta terça-feira (18) traz novos números sobre as intenções de voto nestas eleições de 2014. A pesquisa foi realizada do dia 13 ao dia 15 de agosto para os cargos de governador, senador, deputado federal e estadual. O levantamento também traz a aprovação e a desaprovação da administração do governador Zé Filho (PMDB).
Os números disponibilizados logo abaixo, comparados com outras três pesquisas realizadas e divulgadas nos últimos 20 dias, mostram uma evolução do candidato Zé Filho (PMDB) em relação aos seus principais adversários. Comparados os números dos Institutos Amostragem, Vox Populi, Ibope e Credibilidade, o governador cresceu 12%. Já no caso do senador Wellington Dias (PT) houve uma queda de 9%, se forem considerados os mesmos números em análise, dentro do mesmo período. Quanto ao ex-senador Mão Santa (PSC) e também candidato ao governo, ele caiu 4%.
ANTES DA PROPAGANDA ELEITORAL GRATUITA
O cenário aqui retratado é registrado antes do início do horário político eleitoral para governador, que terá início nesta quarta-feira (19) na cadeia de rádio e televisão. O crescimento do candidato Zé Filho até o momento para alguns especialistas ainda não se deve ao fato da força da campanha eletrônica em si, mas apenas das suas andanças no interior do estado. Não entrando nesse crescimento ainda a fatia de eleitores que deve ser disputada com a propaganda eleitoral gratuita e que ainda não o conhecem. Esse fator é um ponto de preocupação para a campanha de Wellington Dias (PT).
Nos levantamentos é possível observar que os institutos evidenciam números quase que sincronizados e uma já considerável modificação nos eixos das indicações de voto. A pesquisa do Instituto Amostragem, realizada último dia 30/07, mostra o candidato Wellington Dias (PT) com 53% das intenções de voto, Zé Filho (PMDB) aparece com 14% da preferência do eleitorado, e Mão Santa (PSC) obtém 12% das indicações. Sete dias depois, foi a vez do Instituto Vox Populi divulgar uma nova pesquisa. Nela Wellington Dias (PT) subiu, chegando ao patamar de 54%, Zé Filho (PMDB) também registrou crescimento, chegando ao índice de 16% das intenções de voto e Mão Santa caiu para 11%.
pesquisa_estimulada_governador.jpg
Daí em diante o que se vem constatando é uma queda constante do petista e uma subida lenta e gradual do peemedebista. Foi o que registrou a pesquisa IBOPE do dia 14/08, quando Wellington Dias (PT) apareceu com 46% das intenções de voto, Zé Filho (PMDB) com 23% e Mão Santa (PSC) com apenas 9%. Já na pesquisa do Instituto Credibilidade, divulgada nesta terça-feira (18/8), os números voltam a acentuar uma queda do petista e a ascensão do candidato governista. Nela W. Dias (PT) aparece com 44% das intenções de voto, Zé Filho (PMDB) chega ao patamar de 26% e Mão Santa cai para 8%.

O ‘Instituto Credibilidade’ ouviu ao todo 1.068 pessoas. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo PI-0085 / 2014. O grau de confiança do levantamento é de 95%. E a margem de erro é de 3% para mais ou para menos.
ficha_estimulada_governo.jpg
SIMULAÇÕES PARA O SEGUNDO TURNO
O levantamento do Instituto Credibilidade também faz simulações entre os principais candidatos num possível embate no segundo turno. Sendo assim, em um confronto entre Wellington Dias (PT) e Zé Filho (PMDB), o peemedebista leva a melhor com 53% da preferência do eleitorado contra 31% de intenções de voto favoráveis ao peemedebista.
Num confronto entre Zé Filho (PMDB) e Mão Santa (PSC), o peemedebista leva a melhor com 44% das intenções de voto contra 21% do candidato pelo PSC. Em uma terceira simulação, Wellington Dias (PT) ganharia fácil do ex-senador Mão Santa (PSC), atingindo o patamar de 60% contra 19% dos votantes.
ficha_estimulada_governo_2turno.jpg
ficha_estimulada_governo_2_1turno.jpg
ficha_estimulada_governo_2_2turno.jpg
REJEIÇÃO DOS CANDIDATOS AO GOVERNO
Dentre os principais candidatos que disputam o Palácio de Karnak, o mais rejeitado, segundo a pesquisa, é o ex-senador Mão Santa (PSC) com 17%, Wellington Dias (PT) possui 11% e Zé Filho (PMDB) tem apenas 7% de rejeição.
ficha_rejeicao_estimulada_governo.jpg
APROVAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO DE ZÉ FILHO
O Instituto de Pesquisa procura saber ainda se a população aprova ou desaprova a administração feita pelo governador Zé Filho (PMDB), que está com quase cinco meses à frente do governo. Ao todo mais de 50% dos entrevistados disseram aprovar. Já outros 18% disseram desaprovar. Não sabem ou não quiseram opinar 30% dos entrevistados.
ficha_aprovacao_governo.jpg
ESTIMULADA PARA SENADOR
Já na disputa por uma das cadeiras do Senado Federal, leva a melhor na pesquisa do Instituto Credibilidade o senador Wilson Martins (PSB), que obtém 44% das intenções de voto contra 27% do seu principal concorrente, o ex-prefeito de Teresina Elmano Férrer (PTB).
ficha_rejeicao_estimulada_senado.jpg
pesquisa_estimulada_senador.jpg
ESTIMULADA PARA DEPUTADO FEDERAL
Dentre os cargos proporcionais, a pesquisa aponta para o cargo de deputado federal, em primeiro lugar o candidato a reeleição Átila Lira (PSB), que lidera as intenções de voto com 4,31%. Ele é seguido dos candidatos Silas Freire (PR), 2,25%; Iracema Portela (PP), 2,25%; e Rejane Dias (PT), 2,15%.
ficha_deputadofederal.jpg
pesquisa_estimulada_deputado_federal.jpg
ESTIMULADA PARA DEPUTADO ESTADUAL
Na disputa pelas cadeiras da Assembléia Legislativa segue na frente o candidato à reeleição Wilson Brandão (PSB) com 2,34% do eleitorado, seguido por Themístocles Filho (PMDB), 1,69%; Joel Rodrigues (PTB), 1,59%; Juliana Moraes Souza (PMDB) e Antônio Félix com 1,50%.
ficha_deputadoestadual_1.jpg
ficha_deputadoestadual_2.jpg
pesquisa_estimulada_deputado_estadual.jpg
ficha1.jpg
 Fonte: 180graus

Nenhum comentário:

Postar um comentário